Portfólio Uma das complicações em pós-operatório de cirurgias ortopédicas

Código: K35MQ36SY-cirurgias-ortopedicas
R$ 33,00
até 3x de R$ 11,00 sem juros
ou R$ 30,00 via Pagamento na entrega
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 33,00 sem juros
    • 2x de R$ 16,50 sem juros
    • 3x de R$ 11,00 sem juros
  • R$ 33,00 Boleto Bancário
  • R$ 30,00 Entrega
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

DESCRIÇÃO


PORTFÓLIO UMA DAS COMPLICAÇÕES EM PÓS-OPERATÓRIO DE CIRURGIAS ORTOPÉDICAS 4°flex / 5°reg

CURSO: ENFERMAGEM

DISCIPLINAS :  • TERAPIA MEDICAMENTOSA • DIDÁTICA APLICADA À ENFERMAGEM • FUNDAMENTOS TÉCNICOS DE ENFERMAGEM • ENFERMAGEM NA SAÚDE DO ADULTO

POSSUI UM TOTAL DE 14 PÁGINAS

ASSIM QUE O PAGAMENTO FOR APROVADO SIGA O PASSO A PASSO A SEGUIR:

PASSO 1 . ACESSE SUA CONTA COM EMAIL E SENHA CADASTRADOS.

PASSO 2. ENTRE NA ABA MEUS PEDIDOS

PASSO 3. CLIQUE NO NUMERO DO PEDIDO.

PASSO 4. ACESSE DOWLOANDS PARA BAIXAR O ARQUIVO DOC.

A proposta de Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG) terá como temática uma
das complicações em pós-operatório de cirurgias ortopédicas. Escolhemos esta temática para
possibilitar a aprendizagem interdisciplinar dos conteúdos desenvolvidos nas disciplinas desse
semestre.
Inicialmente, é importante que você realize a leitura atenta da situação descrita para, na
sequência, seguir as orientações apresentadas em cada uma das etapas subsequentes de modo a
organizar suas ideias para a conclusão, com qualidade, deste trabalho.

Leitura e interpretação da SGA

Na Produção Textual em Grupo (PTG) vocês deverão, num primeiro momento, conhecer a
Situação Geradora de Aprendizagem (SGA) “Complicações em pós-operatório de cirurgias
ortopédicas".
Num segundo momento, vocês deverão se envolver com a Situação Geradora de
Aprendizagem (SGA), inserindo-se nesse contexto para realizar as tarefas previstas. Para realizar
essas tarefas, sigam as orientações fornecidas nesse material e em fundamentações teóricas
diversas (livros das disciplinas, teleaulas, web aulas e outros materiais complementares, sejam
estes indicados pelos professores ou pesquisados por vocês).

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Situação-problema: Complicações em pós-operatório de cirurgias ortopédicas

L.I.N., sexo masculino, 50 anos, está no 5o PO de cirurgia de fêmur em MID, recebeu alta
hospitalar há 3 dias, com orientações de seguir com os cuidados pós-operatórios na UBS (Unidade
Básica de Saúde) e prescrição médica de Enoxaparina Sódica 40 mg SC 1 x ao dia, Cloridrato
de Tramadol 100 mg VO 6/6 horas.

L.I.N. tem recebido os cuidados da esposa, que levou a contra referência do Hospital
Ortopédico para a UBS do bairro onde mora, orientada pela Agente Comunitária de Saúde (ACS) a
aguardar pela visita domiciliar. Porém, até o momento (3 dias após a alta hospitalar), ninguém foi
atender seu marido. Ela retornou à UBS e descobriu junto a enfermeira Janete que a contra
referência estava no arquivo de visitas domiciliares realizadas, portanto, devido ao engano, a
enfermeira Janete foi imediatamente até a casa do L.I.N.
Ao chegar, encontrou L.I.N. consciente, comunicativo, acamado, com curativo semi-oclusivo
extenso em MID e odor fétido. Quando questionado sobre o curativo, o paciente disse não ter
recebido nenhuma orientação pós-alta, e devido dor em incisão cirúrgica não permitiu que a esposa
realizasse a troca. Durante o atendimento, queixou-se várias vezes de dor moderada em MID
mesmo em uso de Tramadol 100 mg VO 6/6 horas. Ao examiná-lo foi possível observar edema
3+/4+ em MID, perfusão periférica com tempo de enchimento capilar maior que três segundos,
temperatura fria, pulso poplíteo, tibial e pedioso filiforme, pouco palpável, empastamento da
panturrilha, sinal de Homans e de bandeira positivos. Verificou também que devido ao engano
ocorrido na UBS, ele ficou sem uso de anticoagulante prescrito, desde a alta. Janete deu
continuidade ao atendimento domiciliar realizando a troca do curativo em MID de
aproximadamente 13 cm de comprimento, que embora não apresentasse secreção purulenta,
apenas secreção serosa de aspecto transparente em pequena quantidade, havia presença de
hiperemia local, bem como sujidade aparente e deiscência em primeiro ponto cirúrgico em região
proximal. Após finalizar o atendimento, Janete solicitou agendamento rápido com o médico a fim
de confirmar suas suspeitas em relação aos sinais e sintomas estarem associados a uma
complicação pós-cirúrgica.

Agora, é com vocês!
Partindo da SGA acima, você e sua equipe deverão analisar os conceitos centrais
relacionados ao tema e realizar as tarefas descritas abaixo.
Desafio 1: Enfermagem na Saúde do Adulto

De acordo com a Situação Geradora de Aprendizagem (SGA), houve erros importantes em
relação aos cuidados pós-operatórios do L.I.N., provavelmente houve alguma falha na comunicação
no momento da alta, quando são fornecidas as orientações sobre cuidados pós-operatórios, uso de
medicamentos, além da falha que ocorreu na UBS, e falta de uso do anticoagulante. Esses fatores
contribuíram para o seguinte quadro de saúde: MID com edema 3+/4+ e MIE sem edemas, MID
com perfusão periférica ruim, temperatura fria, pulso poplíteo, tibial e pedioso filiforme, pouco
palpável, panturrilha apresentava ingurgitamento, sinal de Homans e de bandeira positivos.
Esses sinais e história clínica são sugestivos de trombose venosa profunda (TVP), explique
sobre essa patologia abordando sobre definição, fisiopatologia e etiologia, manifestações clínicas,
avaliação diagnóstica, manejo, diagnóstico de enfermagem e intervenções de enfermagem.
Quais complicações essa patologia pode acarretar? Explique-as.
REFERÊNCIAS SUGERIDAS:
THOMAZ, M. C. A. Enfermagem na saúde do adulto. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional
S. A., 2017.
NETTINA, S. M. Prática de enfermagem / Sandra M. Nettina; revisão técnica Isabel Cruz; tradução
Carlos Henrique de Araújo Cosendey, Patrícia Lydie Voeux. – 10. ed. – [Reimpr.] - Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2017.

Desafio 2: Terapia Medicamentosa
A profilaxia é muito importante para a prevenção da Trombose Venosa Profunda (TVP).
Diante da Situação Geradora de Aprendizagem (SGA), após o exame físico e a coleta de dados
realizado pela enfermeira Janete, vimos que alguns passos dessa profilaxia não foram cumpridos.
Sendo assim, a profilaxia farmacológica é realizada por meio da utilização de anticoagulantes. Dessa
forma, descreva o que são medicamentos anticoagulantes. Em seguida, descreva sobre a via de
administração de medicamentos utilizada para a administração do anticoagulante da nossa SGA, a
via subcutânea.

REFERÊNCIAS SUGERIDAS:
BRUM, L. F. S. Farmacologia básica. Porto Alegre: SAGAH, 2018. (Minha Biblioteca)
RAMOS, A. R. Terapia Medicamentosa. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2017.

Desafio 3: Fundamentos Técnicos de Enfermagem
Sabe-se que o pós-operatório de osteossíntese de fratura de fêmur deve ser rigoroso devido
às altas taxas de complicações. Por se tratar de uma cirurgia extensa e de complexa reabilitação, a
enfermagem tem papel fundamental nas orientações em saúde no que se refere ao uso de
medicamentos, realização de curativos, bem como os cuidados em relação à mobilidade do
membro afetado devido possíveis lesões por pressão. Neste sentido, responda os questionamentos
a seguir:
1) Em relação à situação apresentada anteriormente, quais orientações deveriam ter sido dadas
pelo(a) enfermeiro(a), referentes ao curativo de MID, no momento da alta hospitalar?
2) Diante da situação presenciada pela Enfa Janete, qual deve ser sua conduta em relação ao
curativo? Descreva passo a passo os processos de limpeza e cobertura para a efetivação do
curativo, destacando quais instrumentos e materiais devem ser utilizados para tal.

REFERÊNCIAS SUGERIDAS:
CAMPOS, M. G. C. A, et. al. Feridas complexas e estomas. João Pessoa: Ideia, 2016. Disponível
em: http://www.corenpb.gov.br/wp-content/uploads/2016/11/E-book-coren-final-1.pdf. Acesso
em: 28 jan. 2020.
Desafio 4: Didática aplicada à enfermagem
Educação em saúde é fundamental no atendimento à comunidade em geral, e aplica-se ao
caso de L.I.N. Nesse sentido, expor as informações de maneira que o paciente entenda é uma das
habilidades que o enfermeiro deve desenvolver, pois utiliza em seu trabalho constantemente.

Considerando então que L.I.N. deve aplicar medidas visando evitar novos eventos como
esse (cuja taxa de recidiva chega a 25% nos cinco anos subsequentes ao primeiro), quais seriam as
orientações ligadas à profilaxia da patologia em questão que você faria a essa família?

REFERÊNCIAS SUGERIDAS:
CHEEVER, K. H. Brunner e Suddarth: tratado de enfermagem médico-cirúrgica. 13 ed. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.
OLIVEIRA, L. D. R. Didática aplicada à enfermagem. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.
A., 2017.


 

Produtos relacionados

R$ 33,00
até 3x de R$ 11,00 sem juros
ou R$ 30,00 via Pagamento na entrega
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagHiper
Selos

Portfólioo EAD - CPF: 867.655.499-43 © Todos os direitos reservados. 2021


Para continuar, informe seu e-mail

Assessoria especializada na elaboração de trabalhos acadêmicos. Atuamos desde 2017. Garantimos aprovação no seu trabalho acadêmico. Entre e confira! Portfólio pronto Portfólioo EAD - Portfólio Pronto, Trabalhos Acadêmicos