PORTFÓLIO INTERAÇÃO PLANTA/INSETO

Código: 36CYH5C6L-planta-inseto
R$ 60,00
até 3x de R$ 20,00 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 60,00 sem juros
    • 2x de R$ 30,00 sem juros
    • 3x de R$ 20,00 sem juros
    • 4x de R$ 16,14
    • 5x de R$ 13,10
    • 6x de R$ 11,07
    • 7x de R$ 9,59
    • 8x de R$ 8,51
    • 9x de R$ 7,67
    • 10x de R$ 7,00
    • 11x de R$ 6,45
    • 12x de R$ 5,99
  • R$ 60,00 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

DESCRIÇÃO


 PORTFÓLIO INTERAÇÃO PLANTA/INSETO

CURSO: AGRONOMIA

SEMESTRE: 1°

POSSUI UM TOTAL DE 12 PÁGINAS


(ASSIM QUE O PAGAMENTO FOR APROVADO SIGA O PASSO A PASSO A SEGUIR)

PASSO 1 . ACESSE SUA CONTA COM EMAIL E SENHA CADASTRADOS.

PASSO 2. ENTRE NA ABA MEUS PEDIDOS

PASSO 3. SELECIONE O NUMERO DO PEDIDO.

PASSO 4. ACESSE DOWLOANDS PARA BAIXAR O ARQUIVO DOC.

 

A proposta de Produção Textual Interdisciplinar em Grupo (PTG) tem como tema
“Interação planta/inseto”.
Escolhemos esta temática para possibilitar a junção da aprendizagem interdisciplinar
dos conteúdos desenvolvidos de maneira teórica nas disciplinas desse semestre, com o
trabalho planejado e desenvolvido de maneira prática.
Prossiga na leitura das orientações para sua produção textual que apresenta Situação
Geradora de Aprendizagem (SGA) e Situação Problema (SP).

Na PTG, vocês deverão, em um primeiro momento, conhecer a Situação Geradora
de Aprendizagem (SGA). Depois, deverão se envolver com a Situação Geradora de
Aprendizagem (SGA), inserindo-se nesse contexto para realizar as tarefas previstas. Para
realizar essas tarefas, sigam as orientações fornecidas nesse material e embasem-se em
fundamentações teóricas diversas (livros das disciplinas, teleaulas, web aulas e outros
materiais complementares, sejam estes indicados pelos professores ou pesquisados por
vocês).

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Os insetos são os principais consumidores da produção primária terrestre,
constituindo cerca de 80% da vida animal e, aproximadamente, um terço de todas as
espécies conhecidas. A maioria das espécies apresenta hábito herbívoro, ao menos em uma
fase do seu ciclo de vida, desempenhando um importante papel ecológico, atuando como
predadores, parasitas, polinizadores, fitófagos (ou herbívoros), entre outros. São indicadores
de impacto ambiental e influenciam os efeitos da fragmentação da vegetação, por
responderem rapidamente às alterações da qualidade e quantidade dos recursos
disponíveis, e alterar as relações com os inimigos naturais. Na agricultura são os principais
responsáveis por perdas de produtividade, em diversas culturas.
No entanto, as plantas não são passivas às injúrias causadas por agentes bióticos e
não-bióticos e desenvolveram mecanismos de resposta. As defesas são classificadas em
defesas químicas, incluindo diversas substâncias tóxicas, repelentes ou que dificultam a
digestibilidade do tecido vegetal pelo animal; e defesas físicas, relacionadas
principalmente, à superfície foliar.
As características fenotípicas das plantas que podem afetar o comportamento dos
insetos são divididas em características morfológicas, químicas e físicas. Dentre as
características morfológicas das plantas que atuam como defesas contra os insetos, podem
ser citados os tricomas glandulares ou tectores, a dureza do tecido vegetal, a disposição e
a espessura das estruturas e a presença de compostos cerosos. Os grupos de compostos
químicos que podem atuar na expressão da característica química são os flavonoides,

glicosinolatos, fenóis, alcaloides, inibidores de protease, entre outros. Inerente à principal
característica física das plantas relacionada à resistência a insetos estão a cor e a refletância
das estruturas e, a epiderme da planta.
Cabe ressaltar que, na prática, o uso de plantas com características químicas ou
físicas que afetam os insetos dá-se de maneira mais eficiente no controle de insetos-praga
com hábito alimentar dito especialista (monófagos ou oligófagos). Sendo que insetos com
hábitos generalistas ou polífagos, são menos afetados, como é o caso de gafanhotos e
algumas lagartas, que causam grande preocupação aos agricultores, pois além de polífagos
podem apresentar hábito gregário.
Portanto, o conhecimento dessas características favorece a compreensão das
relações interespecíficas e da preferência de insetos herbívoros por determinadas espécies
de plantas. Além disso, podem servir de base às pesquisas que visam o desenvolvimento
de plantas resistentes a insetos, indo de encontro com as práticas agrícolas
conservacionistas.
Um dos pilares da produção agrícola integrada é a aplicação do manejo integrado de
pragas (MIP), destacando-se, dentre as táticas disponíveis para a realização do MIP, a
adoção de plantas resistentes a insetos. Embora com menor propaganda do que outras
estratégias, o uso de variedades resistentes é extremamente útil para o produtor, pois além
de não implicar em custo extra ainda viabiliza, a utilização conjunta de outras técnicas, como
os controles biológico, químico e cultural.

Situação-Problema (SP)

Você trabalha em uma empresa privada de pesquisa agrícola e foi convidado por uma
cooperativa de agricultores de seu Estado, para apresentar uma palestra na Semana de
Agricultura Conservacionista. Sua palestra deverá abordar sobre as características das
plantas que afetam a alimentação dos insetos e, como os agricultores podem se utilizar
dessas características na escolha de cultivares menos suscetíveis ao ataque de pragas.
Nesta palestra, você não deverá abordar sobre alguma cultura agrícola específica, mas
focar nos mecanismos de defesas das plantas e na interação dessas com os insetos. Além

disso, deverá estar preparado para responder as dúvidas dos agricultores, no que tange ao
tema plantas cultivadas e interação com os insetos.

8. Agora, é com você!

1. Partindo dos conceitos descritos na SGA, primeiramente, analise os questionamentos a
seguir, considerando as disciplinas que compõe o semestre letivo:
 Química Geral
Diferentes grupos de compostos químicos podem atuar na expressão da característica
de resistência química das plantas, entre eles temos os flavonoides.
A. Pensando no exposto, faça uma descrição dos flavonoides classificados como
“antocianinas” e apresente a estrutura que caracteriza essa classe de compostos.
 Biologia Celular e Molecular
A. Algumas plantas modificam suas características estruturais para se proteger de
ameaças como insetos. Uma das modificações estruturais que podem ser observadas
é a alteração na espessura da parede celular. Considerando a participação da parede
celular como mecanismo de defesa da planta, comente como essa estrutura é
constituída.
B. Ainda dentro desse panorama, encontramos plantas cujas folhas apresentam suas
células epidérmicas cobertas por substâncias como a cutina e a lignina. Comente de
que forma a cutina e a lignina podem atuar como mecanismo de proteção para a
planta frente a ação de insetos.
 Química Analítica
Uma das características que está relacionada a resistência das plantas a insetos é a
presença de cor que é devido a existência de determinadas substâncias químicas na

estrutura do material. Uma das classes de compostos que resulta na presença de coloração
nas plantas são os pigmentos pertencentes ao grupo dos flavonoides.
A. Faça uma descrição de como estes compostos químicos podem ser identificados
qualitativamente e quantitativamente.
 Zoologia Geral
A. Considerando os insetos de hábitos alimentares mastigador e sugador, analise e
compare quais mecanismos de defesa das plantas poderiam ser mais eficientes
contra esses insetos.
B. Comente sobre as estruturas morfológicas dos insetos que podem atuar no
reconhecimento e identificação de mecanismos de defesas da planta.
C. Além do comportamento alimentar analise se outros comportamentos dos insetos
podem ser afetados pelas características físicas e químicas das plantas.
 Física Geral
Mesmo não sendo o foco da palestra, surgiram comentários sobre reportagens a
respeito de uma nuvem de gafanhotos que se formou no Paraguai e atravessou várias
regiões da Argentina rumo à fronteira do Brasil com o Uruguai, em meados de 2020. Essa
situação foi levantada porque em algum momento de sua apresentação você mencionou
que a infestação massiva desses insetos é uma ameaça às lavouras e pastagens que
são a paisagem predominante no trajeto percorrido pelo bando que atinge até 150
quilômetros por dia (km/dia). Apesar da velocidade do bando ter sido dada em km/dia,
usualmente não utilizamos essa unidade de grandeza. Por isso, determine o equivalente
a essa velocidade em:
A. Quilômetros por hora.
B. Metros por segundo.
Apresente seus cálculos.

Caros Alunos, para auxiliar na elaboração do trabalho, vocês deverão realizar as seguintes
etapas:
2. Leiam os textos a seguir:

Direção do vento pode trazer nuvem de gafanhotos ao Brasil. Disponível em:

https://www.grupocultivar.com.br/noticias/direcao-do-vento-pode-trazer-nuvem-de-
gafanhotos-ao-brasil Acesso em: 23 jul. 2020.

Resistência de plantas a insetos. Disponível em:
http://agromundo.com.br/2010/03/03/resistencia-de-plantas-a-insetos/ Acesso em
20/07/2020.

BUSOLI, A.C; et al. A defesa das plantas ao ataque de insetos. In.: Tópicos Especiais
em Entomologia VIII. Disponível em:
https://www.researchgate.net/publication/290490227_A_defesa_das_plantas_ao_ataqu
e_dos_insetos Acesso em 20/07/2020.

CORRÊA, P.G.; PIMENTEL, R.M.M.; CORTEZ, J.S.A.; XAVIER, H.S. Herbivoria e
anatomia foliar em plantas tropicais brasileiras. Ciência e Cultura. v. 60, n. 3, São
Paulo, 2008. Disponível em:
http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-
67252008000300017 Acesso em 20/07/2020.

VIZZOTTO, M.; KROLOW, A.C.; WEBER, G.E.B. Metabólitos secundários
encontrados em plantas e sua importância. Documentos Embrapa, n. 316, 2010.
Disponível em:
https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/44093/1/documento-316.pdf
Acesso em 20/07/2020

SÃO JOÃO, R.E.; RAGA, A. Mecanismos de defesa das plantas contra o ataque de
insetos sugadores. Documento Técnico Agência Paulista de Tecnologia dos
Agronegócios, n. 23, 2016. Disponível em:
http://www.biologico.sp.gov.br/uploads/docs/dt/insetos_sugadores.pdf. Acesso em:
21/07/2020.
JORDÃO, B. Q.; ANDRADE, C. G. T. J. Célula vegetal. In: JUNQUEIRA, L. C.;
CARNEIRO J. Biologia celular e molecular. 9.ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2012. Disponível em Minha Biblioteca. Acesso em 20/072020.

3. Após a realização das etapas anteriores, iniciem a elaboração da produção textual
interdisciplinar, que será seu norteador na elaboração da palestra aos agricultores.

 

 PORTFÓLIO INTERAÇÃO PLANTA/INSETO


 

Produtos relacionados

R$ 60,00
até 3x de R$ 20,00 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • Mercado Pago
Selos

Portfólioo EAD - CPF: 867.655.499-43 © Todos os direitos reservados. 2020


Para continuar, informe seu e-mail