PORTFÓLIO A INDÚSTRIA DE COLCHÕES MAGNÉTICOS GOOD DREAM

Código: Q6T7B3AUV-good-dream
R$ 33,00
até 3x de R$ 11,00 sem juros
ou R$ 30,00 via Pagamento na entrega
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 33,00 sem juros
    • 2x de R$ 16,50 sem juros
    • 3x de R$ 11,00 sem juros
  • R$ 33,00 Boleto Bancário
  • R$ 30,00 Entrega
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

DESCRIÇÃO


PORTFÓLIO GOOD DREAM 2° e 3° semestre

CURSO: CST EM GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL

DISCIPLINAS : •  Gestão ambiental; • Organização do Trabalho Industrial; • Estratégia Empresarial e Negociação; • Projeto de Operações Produtivas; • Gestão da Inovação.

POSSUI UM TOTAL DE 14 PÁGINAS

ASSIM QUE O PAGAMENTO FOR APROVADO SIGA O PASSO A PASSO A SEGUIR:

PASSO 1 . ACESSE SUA CONTA COM EMAIL E SENHA CADASTRADOS.

PASSO 2. ENTRE NA ABA MEUS PEDIDOS

PASSO 3. CLIQUE NO NUMERO DO PEDIDO.

PASSO 4. ACESSE DOWLOANDS PARA BAIXAR O ARQUIVO DOC.

A proposta de Produção Textual Interdisciplinar Individual (PTI) terá como temática a
indústria de colchões magnéticos “Good Dream”. Com essa temática objetivamos possibilitar a você,
estudante, aprendizagem interdisciplinar de conteúdos contemplados nas disciplinas desse
semestre.
Neste trabalho você desenvolverá a atitude de investigação e prática, sistematizando
julgamentos baseados em critérios e padrões qualitativos e quantitativos relacionados a uma
Situação Geradora de Aprendizagem (SGA) e embasados em conhecimentos construídos em cada
disciplina.

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Indústria Good Dream

A indústria Good Dream atua no ramo de fabricação de colchões magnéticos. A indústria
fundada no ano de 1997 está localizada no estado do Paraná, onde a sua fundadora e atual
presidente Sra. Luiza resolveu arriscar e investir nesse ramo colchoeiro, pois percebeu uma
oportunidade de negócios e o crescimento populacional do país.
A ideia da indústria de colchões magnéticos se iniciou quando a Sra. Luiza identificou que
era comum as pessoas reclamarem de noites mal dormidas, de dores e cansaço ao acordarem. Logo,
Luiza percebeu a importância de uma boa noite de sono, além de sempre ouvir de médicos que
devemos dormir em torno de 8 horas por dia, ou seja, Luiza concluiu que passamos cerca de um terço
(1/3) dormindo. Diante disto, a Sra. Luiza, quis se arriscar nesse ramo de modo a produzir colchões
magnéticos com qualidade, proporcionando qualidade de vida aos seus consumidores. Entretanto,
Luiza foi adquirir mais conhecimento a respeito de colchões magnéticos e percebeu que esse modelo
de colchão apresenta algumas peculiaridades se comparado ao colchão de espuma comum, tanto na
estrutura do produto quanto na produção do mesmo, a Figura 1 ilustra o formato de um colchão
magnético.
Figura 1 – Modelo de colchão magnético

Inicialmente, a indústria da Sra. Luiza começou em um pequeno galpão, com os processos
produtivos de montagem do colchão, de costura, inspeção, embalagem e estocagem do produto
acabado, sendo assim, as espumas laminadas, o perfilado (conhecido como Rabatan), as placas de
poliestireno (EPS) (também conhecida como Caixa Ortopédica), e os tecidos dos colchões eram
adquiridos de terceiros nas medidas específicas para os colchões. Com o passar dos anos e com a
melhora da economia, a Sra. Luiza foi ampliando sua fábrica, adquirindo um galpão maior, onde,
atualmente se concentra o setor da produção, ocupando a maior área com os processos produtivos,
com o Planejamento, Programação e Controle da produção (PPCP), os estoques de matérias-primas
e de produtos acabados; o setor de qualidade e gestão ambiental; o refeitório; o setor administrativo
e contábil e o setor da tecnologia da informação.
Com o objetivo de melhorar e controlar a qualidade de seus processos e de seus colchões
magnéticos a Sra. Luiza definiu a estratégia de aumentar os processos produtivos em sua própria
indústria, ou seja, onde hoje possui os processos de Espumação, laminação das espumas, montagem
do colchão, fabricação do aglomerado, costura do colchão e corte de tecido. A Figura 2 ilustra os
processos produtivos da Good Dream.

Figura 2 – Processos da produção de colchões magnéticos

Espumação: Processo em que são fabricados os blocos de espuma na medida de
5,00mx1,90mx1,10m;
Laminação: processo em que os blocos de espuma são, primeiramente, deixados uniformes
e laminados nas medidas especificadas para a produção dos colchões magnéticos.
Montagem do colchão: Processo em que é colado uma espuma laminada na parte debaixo
da placa EPS, e depois são coladas outras camadas de espumas (dentre elas o aglomerado e o rabatan
por último) na parte superior, e também é colada uma faixa de espuma na lateral do colchão
magnético para dar acabamento ao mesmo.
Costura do colchão: Processo em que os colchões magnéticos são colocados em mesas
especiais para a costura do tecido no colchão;

Inspeção da qualidade: Processo em que os colaboradores realizam a aferição (verificam se
as medidas dos colchões estão conforme o especificado) e a inspeção para verificar se não há algo
fora dos requisitos estabelecidos;
Embalagem: Após a inspeção da qualidade, os colchões são colocados em um plástico (junto
com o certificado de garantia) e em caixas de papelão, lacrados;
Estocagem: Etapa em que os colchões, já devidamente embalados, são estocados.
Cortar tecido: Processo em que o setor recebe os tecidos dos fornecedores e realizam o
corte dos tecidos conforme uma programação pré-estabelecida pelo setor de PPCP.
Preparação das caixas: Etapa em que as caixas de papelão, para embalar os colchões, são
preparadas conforme a produção diária.
Recebimento e estocagem das placas EPS (ou Estrutura Ortopédica): Neste processo, os há
a conferências das placas EPS no momento do recebimento, em seguida as placas são estocadas em
seu devido local, conforme as medidas das mesmas.
Fabricação do Aglomerado: Processo em que há reaproveitamento das espumas
descartadas, onde são trituradas (transformando-as em “flocos” de espumas) e depois passa pelo
processo para se transformar em um bloco de espuma de “Aglomerado”. Posteriormente, o bloco de
espuma de Aglomerado também é laminado.
Recebimento e estocagem do rabatan: Os rabatans são conferidos e estocados conforme
sua medida. Lembrando que o rabatan já vem com as pastilhas magnéticas.
Assim, a empresa trabalha no sistema de produção empurrada e a distribuição dos colchões
magnéticos são para grandes atacadistas e varejistas, não realizando a venda direta ao consumidor
final.
A empresa possui um Engenheiro Químico responsável pela formulação das espumas, que
desenvolveu uma fórmula (com produtos químicos) diferenciada para as espumas dos colchões, que
proporcionasse ao mesmo tempo, conforto e durabilidade, além dessas espumas serem antiácaros.

Diante disso, a Good Dream tem fornecedores que possuem certificação ISO 9001 para o
fornecimento dos produtos químicos utilizados na fabricação das espumas dos colchões.
A Good Dream, percebendo um mercado e a sociedade como um todo, cada vez mais
exigente na questão ambiental, também investiu na certificação do Sistema de Gestão Ambiental
com base na norma ABNT NBR ISO 14001:2015, em que a empresa busca desenvolver um processo
de melhoria com base contínua. Neste momento, existe um setor de Resíduos Sólidos na empresa
que analisa o que é gerado por cada setor e busca desenvolver planos para reduzir ainda mais a
quantidade dos resíduos.
Atualmente, a empresa possui cerca de 450 colaboradores, sendo 300 na área da produção
e 150 nos demais setores. Além disso, a empresa possui frota própria de caminhões para distribuir
seus colchões para todas as regiões do Brasil.
Apesar de todo o investimento na empresa, alguns pontos precisam de melhoria, pois nos
últimos anos a demanda cresceu além do esperado. Sendo assim, a empresa necessita calcular sua
capacidade produtiva para analisar se será necessário criar outro turno de trabalho. Outro ponto de
melhoria é a parte de controle de estoque, ainda realizado manualmente (os colaboradores realizam
a contagem manual gerando erros), necessitando de implantação de tecnologias. A Sra. Luiza
também notou um aumento nos resíduos sólidos gerados pela empresa, logo necessita remediar essa
situação. Além disso, como a Luiza é uma empreendedora, está buscando inovar e precisar definir
uma estratégia para lançar um novo modelo de colchão no mercado para conquistar novos públicos.
Diante do contexto apresentado, você foi selecionado para auxiliar nos pontos de melhoria
que a empresa Good Dream necessita.

Agora, é com você!
Você deverá resolver os seguintes passos (Tarefas) em relação a Indústria Good Dream:
Bom trabalho!

Situação-Problema

Imagine então que você é um consultor contratado para cumprir o desafio de apresentar à
indústria Good Dream soluções de acordo com as tarefas (Passos) dispostas a seguir no que tange
disciplinas: Gestão Ambiental, Organização do Trabalho Industrial, Estratégia Empresarial e
Negociação, Projeto de Operações Produtivas e Gestão da Inovação.

Passo 1 – Gestão Ambiental:
Conforme a ABNT NBR ISO 14001, o sistema de gestão ambiental em operação, dentro de
uma empresa, deve cumprir os requisitos legais em sua área de atuação. Também é evidente que,
na atualidade, com consumidores cada vez mais atentos, trabalhar num contexto de sustentabilidade
ambiental é muito oportuno para as empresas. Sabemos que a geração de resíduos é um problema
em todo o mundo e que uma gestão ineficiente pode proporcionar impactos ambientais muito
significativos tanto para o meio ambienta como para as pessoas que nele habitam. A classificação de
resíduos sólidos, no Brasil, geralmente é pautada em uma norma e uma legislação, conforme a seguir:
ABNT NBR 10004:2004 (classifica em perigosos e não-perigosos) e a Lei 12.305/2010 (classifica
quanto à origem e quanto à periculosidade). Como no contexto da fábrica de colchões os principais
resíduos sólidos gerados se tratam se tecidos e sobras de molas, não há o contexto da periculosidade,
visto que as espumas que sobram voltam ao processo produtivo como insumo para travesseiros.
Neste contexto, você deverá pensar, com base na LEI 12.305/2010, conhecida como Política Nacional
de Resíduos Sólidos, quais são as obrigações da empresa em relação à gestão dos resíduos gerados,
pensando no que deve ser feito desde ao processo gerador até a destinação ambientalmente correta
ou a disposição final ambientalmente adequada, se for o caso. Pense também em estratégias que a
empresa pode utilizar, visando desenvolver um trabalho de responsabilidade socioambiental,
propondo ações que possam beneficiar a comunidade, mediante sobras de tecidos, gerados no
processo produtivo. Para realização desta etapa, você poderá utilizar as seguintes referências:
Referências:

BRASIL. Lei n. 12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos;
altera a lei n.9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providencias. Diário Oficial da República
Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília DF. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm Acesso em 09 Dez
2020.
TONIOLLO, M; ZANCAN, N.P; WÜST, C. Indústria Têxtil: sustentabilidade, impactos e minimização.
Resumo expandido. VI Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental Porto Alegre/RS – 23 a 26 Nov
2015 IBEAS – Instituto Brasileiro de Estudos Ambientais. Disponível em:
https://www.ibeas.org.br/congresso/Trabalhos2015/V-029.pdf Acesso em 09 Dez 2020
BARBIERI, J. C; Gestão ambiental empresarial: conceito, modelos e instrumento. 2 ed. São Paulo:
Saraiva, 2007.
BARBOSA Rildo Pereira. Resíduos sólidos: impactos, manejo e gestão ambiental. 1. ed. -- São
Paulo : Érica, 2014. Disponível em:
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788536521749/cfi/2!/4/4@0.00:0.00

Passo 2 - Estratégia Empresarial e Negociação
Com o objetivo de promover melhorias em seus processos produtivos, assim como à
mitigação dos impactos ambientais causados, a “Indústria de Colchões Magnéticos Good Dream”
decidiu desenvolver estratégias de competitivas bem-definidas em relação ao meio ambiente e à
sustentabilidade. A partir do momento que tomou sua decisão, a empresa deve buscar vantagens
competitivas, que lhe permitirão manter-se à frente dos concorrentes, dentro da estratégia escolhida
- construção, sustentação, nichos de mercado, colheita e desinvestimento/extinção - para esse novo
posicionamento. Para tanto:
1) Escolha duas estratégias competitivas bem-sucedidas que melhor podem ser utilizadas para esse
novo posicionamento.
2) Desenvolva um planejamento detalhado de como utilizar as estratégias com base no caso
apresentado - “Indústria de Colchões Magnéticos Good Dream”.
3) Qual é o posicionamento de mercado que a “Indústria de Colchões Magnéticos Good Dream”
pretende ter? Lembrando que existem seis opções principais para a empresa escolher o seu

posicionamento - preço; qualidade; inovação; serviço; customização; diferenciação de benefícios. A
empresa pode escolher vários posicionamentos, contudo, isso pode ser confuso para o cliente e

ineficiente para a empresa. Portanto, sugere-se que a empresa escolha 1 posicionamento bem-
definido.

Referências:
BOAS, E. D. V. Estratégia empresarial e negociação. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional
S.A., 2016.
HOOLEY, Graham; PIERCY, Nigel F.; NICOULAUD, Brigitte. Estratégia de marketing e posicionamento
competitivo. 4. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.
PORTER, M. E. How competitive forces shape strategy. Cambridge: Harvard Business Review, 1979.

Passo 3 – Organização do Trabalho Industrial
Com o investimento realizado pela Sra. Luiza, de aumentar as suas instalações e processos
produtivos, executando etapas da fabricação que antes era terceirizado, faz-se necessário a aplicação
de técnicas de gestão com o intuito de garantir a produtividade e eficiência dos processos. Após
analisar as metodologias de gestão da produção disponíveis, a equipe da Good Dream optou por
implantar os conceitos da produção enxuta (lean manufacturing) desenvolvidos pela Toyota nos anos
de 1950. Este conceito atua na diminuição dos desperdícios nos processos produtivos, eliminando
atividades e processos que não agregam valor aos produtos manufaturados pela empresa.
Você será o responsável pela aplicação dos conceitos da produção enxuta na empresa Good
Dream, para isso, terão que realizar os seguintes passos:
1- Descrever os desperdícios combatidos pela Toyota na concepção da produção enxuta.
2- Identificar as possíveis perdas dentro do processo produtivo de colchões magnéticos.

Referências:

GHINATO, P. Sistema Toyota de produção: mais do que simplesmente just-in-time, autonomação e

zero defeitos. 1996. 21 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção)-Programa de Pós-
Graduação em Engenharia de Produção, Escola de Engenharia. UFRGS. Caxias do Sul: Educs, 1996.

MONDEN, Y. Produção sem estoque: uma abordagem prática do sistema de produção Toyota. São
Paulo: IMAM, 1984.
MONDEN, Y. Sistema Toyota de produção: uma abordagem integrada ao just-in-time. 4. ed. Porto
Alegre: Bookman, 2015.
SHINGO, Shigeo. O sistema Toyota de produção: do ponto de vista da engenharia de produção.
Porto Alegre: Bookman, 2007.

Passo 4 – Projeto de Operações Produtivas
Para a empresa Good Dream sempre estar competitiva no mercado, a Sra. Luiza sabe que é
importante ter um bom planejamento e um bom monitoramento e controle de sua produção. Logo,
a Sra. Luiza quer que você a auxilie na determinação da produtividade de sua produção para poder
tomar decisões mais assertivas.
Assim, você deverá calcular a produtividade parcial em relação à mão de obra (considerar
dados mensais) e produtividade total (considerar dados anuais), portanto:
A) Explique o que significa Produtividade Parcial e Produtividade Total:
B) Calcule a produtividade parcial referente à mão de obra, conforme os dados a seguir:
Quantidade de mão de obra = 150 colaboradores;
Turno = 1 turno de 8 horas diárias;
Dias trabalhados por mês = 23 dias;
Produção mensal do último mês = 10.500 unidades;
C) Determine a produtividade Total, considerando os dados anterior e os seguintes:
Produção total de colchões no último ano = 132.408 unidades;
Custos referentes aos insumos utilizados na produção dos colchões magnéticos =
R$59.600.000,00 reais.

D) Determine a previsão de demanda para o mês de março de 2021, conforme os dados a
seguir:

 

E) Qual a importância em se determinar a previsão de demanda?

Referências:
BOLANHO, P. D. Projeto de operações produtivas. Londrina: Editora e Distribuidora S.A., 2016.

Passo 5 – Gestão da Inovação
Assim como existem variações nos tipos e graus de inovação, também existem diferenças
na forma de organizar o processo de inovação, embora o processo central permaneça sempre o
mesmo (busca – seleção – implementação). Ou seja, temos um modelo central que pode servir para
qualquer empresa, mas que deve ser adaptado às circunstâncias particulares de cada uma delas.
No caso da Good Dream não é diferente! A proprietária Luiza está engajada no processo de
inovação e você auxiliará nessa empreitada de busca, seleção e implementação para que a empresa
possa lançar um novo produto no mercado. Ela pensa que a melhor opção seja um novo tipo de

 

colchão, mas, diante das matérias-primas utilizadas e das diversas possibilidades, não seria possível
lançar um outro produto?
Para isso, você utilizará a etapa da BUSCA, que marca o início do processo central de
inovação (busca – seleção – implementação):
Busca – procurando oportunidades para inovar
O fluxograma do processo de inovação tem início com a busca por novas ideias, que podem
vir de várias fontes. Apresente à Good Dream ao menos cinco (5) fontes de oportunidades para inovar
na fase de “busca”, exemplificando cada uma delas à Sra. Luiza e seus colaboradores, para que eles
possam iniciar o processo na empresa.
Fontes de oportunidades:
▪ Novas tecnologias
▪ Mudanças nas leis e regulamentações
▪ Mudanças nos comportamentos dos consumidores
▪ Alterações demográficas
▪ Pressão dos competidores
▪ Brainstorming
▪ Brainwriting
▪ Criatividade e design thinking

Após a escolha das cinco (5) fontes de oportunidades (etapa de busca) e os exemplos
práticos, você deve explicar à Good Dream e seus gestores como eles podem extrair e aproveitar o
melhor de cada uma das etapas do Processo de Inovação (busca – seleção – implementação).
A Unidade 2 do livro didático da disciplina Gestão da Inovação aborda na íntegra o processo
de inovação, mas é importante que você busque outras fontes para que os exemplos estejam
alinhados à realidade da empresa de colchões.
Referências:
BOAS, E. D. V. Gestão da inovação. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2016.


Produtos relacionados

R$ 33,00
até 3x de R$ 11,00 sem juros
ou R$ 30,00 via Pagamento na entrega
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagHiper
Selos

Portfólioo EAD - CPF: 867.655.499-43 © Todos os direitos reservados. 2021


Para continuar, informe seu e-mail